Adolescência: cobranças e emoções a mil por hora

Compartilhe

Chega uma fase da vida em precisamos responder a inevitável questão: o que eu vou ser quando crescer?

Acontece que o “crescer” já está acontecendo há algum tempo e a hora da definição chegou. Mas será que todos estão preparados? Será que todos já sabem com certeza onde querem chegar e o que fazer pelo resto da vida?

A sociedade impõe e você ainda não esta pronto para tomar essa decisão. Então, como lidar com isso e com esses sentimentos que desestabilizam um dos momentos mais importante da sua vida?

A transição da adolescência para a fase jovem adulta é um momento da vida em que ocorrem muitas alterações hormonais, mudança do corpo, consequentemente novas emoções, frustrações, um turbilhão de sentimentos e pensamentos que precisam rapidamente ser respondidos para suprir as expectativas da vida social. De uma hora para a outra as responsabilidades aumentam, o desejo de tornar-se independente dos pais – e consequentemente as cobranças – se tornam mais evidentes.

Toda transição gera um conflito interno, pois surgem novas ideias e novos pontos de vista sobre as mesmas situações rotineiras. O adolescente se vê embalado em uma nova roupagem e vai descobrindo que se tornar um adulto não é tão simples assim. Esse é um momento de readequação de pontos de vista, valores e atitudes, além principalmente da busca interna, de referências externas para um novo eu que determinará o rumo da vida.

Aos pais cabe entender que seus filhos querem, na verdade, se desvincular do sentimento de dependência e esse rompimento pode ser doloroso e costuma levar um tempo para ocorrer. Por isso é importante estar atento aos novos comportamentos, ter compreensão, paciência e respeitar os limites; mesmo com a distância que a fase muitas vezes impõe. E claro, dar também os limites, pois as lições para tornar-se responsável e independente começam dentro de casa.

Durante todas essas transformações, além da cobrança interna e externa por maturidade emocional e física, vem também a importante decisão do futuro profissional. A pressão em relação ao tema aumenta e o adolescente então começa a buscar uma forma de escapar disso tudo (como qualquer adulto faz). E é nessa hora que se faz necessária uma atividade que irá auxiliar o estudante a relaxar, parar para pensar com calma qual o melhor caminho, estabilizar sentimentos, voltar para o seu centro, e a partir dele, fazer a melhor escolha.

A melhor forma de retomar o equilíbrio é respirando da maneira correta e consciente, o que nos dá a capacidade de discernimento. Com tantas transformações que ocorrem nessa fase da vida, o excesso de pressão aumenta. Por não saber lidar com tanto estímulo de estresse, acabamos ficando tensos e a primeira reação será impactando negativamente nosso sistema respiratório, tornando as respirações rápidas e curtas, aumentando ainda mais o nível de ansiedade.

O movimento mecânico correto inevitavelmente acaba se tornando superficial e curto. E isso gera um aumento de patologias como ansiedade, estresse, insônia, sensação de cansaço e esgotamento; baixa capacidade de focar no que é importante, na criatividade para resolver questões diversas durante a rotina.

O Intuição Ativa acredita que é importante não deixar que o ser humano comece a se esquecer desse movimento básico e fundamental para as tarefas do dia a dia serem bem realizadas e para que a vida como um todo seja levada de forma mais simples, satisfatória e objetiva.

Por isso, colocamos em nosso canal do Youtube, algumas práticas de Respiração para ajudar você e a todos ao seu redor, a compreender os benefícios dela no seu dia-a-dia.

Elaboramos, também, o e-book   “O Poder da Respiração Consciente“, que pode ser acessado preenchendo o formulário abaixo.